Eu também acreditava em remédios para emagrecer

Entenda qual a melhor alternativa para mulheres que desejam tomar medicamentos para perder peso.

Um dos grandes segredos que a maioria dos especialistas esconde diz respeito a remédios que prometem emagrecer em pouco tempo. E quando eu digo pouco tempo, refiro-me a como diminuir o peso do corpo em uma semana ou menos. Tenho notado que algumas pessoas tomam remédios para aumentar a saciedade e não sabem que podem ter riscos de problemas cardíacos. Sempre ouvi dizer que o efeito sanfona está relacionado com o uso de medicamentos para perder peso urgente. Agora muito pior, por dificuldade de superar os desafios, mulheres acabam permitindo que os empecilhos acarretem em desânimo e falta de motivação, recorrendo ao uso de pílulas para emagrecimento para perda de medidas de forma rápida. 

O fato é que muitas pessoas tomam medicamentos para emagrecer sem prescrição médica. Quem emagrece com ajuda de medicamentos que agem no sistema nervoso central realmente recuperam toda a gordura perdida. Por não compreenderem esse processo de perda lenta e desejarem uma solução rápida e fácil para o problema, algumas pessoas acabam fazendo uso de medicamentos de forma inapropriada. Taquicardia e hipertensão são alguns dos efeitos colaterais dos medicamentos para emagrecer. Mesmo correndo o risco muitas mulheres ainda tomam esses medicamentos.

Ao longo desse artigo você vai entender qual a melhor alternativa para quem deseja tomar remédios para emagrecer, perceber se causam dependência e qual relação eles têm com o efeito sanfona, que é quando ganhamos o peso perdido, e ainda vou passar algumas dicas incríveis de como emagrecer rápido e saudável para você superar os desafios de começar a perder peso e uma semana ou menos.


Leia isso antes de tomar remédio para emagrecer.

Muitas pessoas tomam remédios para emagrecer e não sabem que podem ter riscos de problemas cardíacos. Percebo que é uma grande dúvida para quem quer perder peso. Taquicardia e hipertensão são alguns dos efeitos colaterais dos medicamentos para emagrecer. Algumas pessoas não sabem ou preferem correr o risco de adquirir um problema de saúde relacionado ao uso desses medicamentos.

Comer menos e se mover mais são os
princípios básicos de perda de peso definitiva. Para algumas pessoas acima do peso, a prescrição de remédios para emagrecer pode ajudar. Lembrando que precisamos ainda nos concentrar em um regime de calorias e exercícios enquanto estiver tomando estes medicamentos para emagrecer e que eles não são para todos que querem diminuir o peso do corpo em pouco tempo.  


Normalmente os médicos prescrevem-nos somente se o seu IMC (índice de massa corpórea) é de 30 ou superior, ou se é pelo menos 27 e você tem um problema de saúde que pode estar relacionado com o seu peso, como diabetes tipo dois ou pressão arterial elevada.

Antes de começar a tomar um remédio para perda de peso, informe o seu médico sobre seu histórico de saúde. Isso inclui quaisquer alergias ou outras condições que você tem, por exemplo, se está tomando outro medicamento ou suplemento (mesmo eles naturais ou à base de plantas), se estiver grávida, amamentando ou planejando engravidar em breve. 


Você deve estar com uma alimentação de baixo teor de gordura (menos de 30% de suas calorias diárias de gordura) antes de tomar esses medicamentos. Exemplos de regimes com esse tipo de restrição é dieta dos pontos e dieta da sopa.

Assim, as perguntas são... Você deve tentar um? Elas causam dependência?


A verdade é que os remédios para perda de peso pode ajudar. Você pode querer tentar um se você é obeso, ou se você está acima do peso com uma condição como a diabetes tipo dois ou pressão arterial elevada. Então, quanto peso eles podem ajudar você a perder? Cerca de 10% de seu excesso de peso. Agora pode não parecer muito, mas é uma meta realista para começar. E, uma vez que você enfrentar esse primeiro 10% você pode definir uma nova meta. Basta lembrar, que esses remédios para reduzir medidas não vão perder o peso para você, mas eles vão dar um impulso adicional à sua dieta e nos exercícios.


As pessoas que tomam esses medicamentos por muito tempo afirmam ter medo de ficar dependentes. Em minha opinião a grande frustração de tomar remédios de qualquer maneira são seus efeitos colaterais. O problema é medicamentos para emagrecer podem causar dependência física e psicológica principalmente quando são consumidos por muito tempo. Seria necessário um trabalho progressivo, aos poucos que seja eficaz, para um bom resultado é necessário um acompanhamento de um profissional especializado, sempre respeitando o quadro do paciente e uso determinado na indicação.


Se você acha que isso é algo que você quer tentar, fale com o seu médico. Essa dica simples pode fazer diferença na sua vida. Muitas vezes não entendemos como funciona esse processo de emagrecimento e acabamos colocando nossa saúde em risco. O resultado dessa falta de conhecimento é o que eu vou falar no próximo tópico.

Porque todo mundo quer saber sobre Efeito Sanfona?

Essa é uma pergunta muito comum em pessoas que tomam remédios para emagrecer dizem ter medo do efeito sanfona. Não tenho medo em dizer que uma grande decepção de quem consegue diminuir o peso corporal é voltar a conquistar aquelas medidas indesejáveis. Elas até emagrecem com ajuda de medicamentos, mas como eles agem no sistema nervoso central, acabam recuperando toda a gordura perdida.

Efeito Sanfona

Outro grande motivo que causa o efeito sanfona é tomar medicamentos para emagrecer sem prescrição médica. Embora tão comum entre os brasileiros, essa é uma prática que esconde sérios riscos à saúde. O fato é que não existe uma fórmula mágica, e que nenhum remédio sozinho traz uma redução de peso satisfatória e já vou mostrar por que.


Andar em círculos (perdendo e ganhando peso) torna-se muito difícil para seu corpo e mente. O seu médico pode não ter todas as respostas, então pedir-lhe uma referência a um nutricionista para ajudá-lo a encontrar maneiras de fazer comidas saudáveis e obter ajuda para perder peso extra, considero uma grande sacada.

Quando trabalhamos com um professor de educação física sentimos a grande importância da ajuda profissional para entrarmos no caminho certeiro, com os exercícios para perda de peso, o que é especialmente essencial em manter um corpo em equilíbrio e chegar ao peso ideal de forma definitiva.

Uma boa noticia é que você não precisa ter medo do efeito sanfona. Para sua inspiração, mais de 10.000 pessoas que perderam pelo menos 14 quilos e mantiveram seus pesos por pelo menos um ano, então compartilharam suas principais estratégias com o NWCR (Registro Nacional de Controle do Peso) centro de pesquisa de diabetes dos Estados Unidos e o que foi apontado através de sua pesquisa foi:


78% tomam café da manhã todos os dias.

75% se pesaram, pelo menos, uma vez por semana.

62% assistem menos de 10 horas de TV por semana.

90% fizeram exercícios, em média, cerca de 1 hora por dia.

 

Essas dicas podem te ajudar a superar o medo do efeito sanfona e, quem sabe, te ajudar a superar os desafios de emagrecer rápido.


Superando os desafios de emagrecer rápido

Por dificuldade de superar os desafios, pessoas acabam permitindo que os empecilhos acarretem em desânimo e falta de motivação, recorrendo ao uso de remédios para emagrecer de forma rápida. É desafiador, mas temos que ser perseverantes e resistir tomar medicamentos desse tipo, o ideal ser sempre ter autocontrole. Por não compreenderem esse processo de perda lenta e desejarem uma solução rápida e fácil para o problema, algumas pessoas acabam fazendo uso de medicamentos de forma inapropriada.

Dezenas de remédios prometem acelerar a perda de peso.  Geralmente, eles afirmam bloquear a absorção de nutrientes,aumentar o metabolismo, ou queimar gordura. Os resultados só serão satisfatórios e definitivos, se houver a associação do medicamento com planejamento alimentar e exercício físico. Caso contrário, a tendência é voltar ao peso antigo, com a suspensão do uso. Vale salientar que é preciso disciplina, força de vontade e a determinação para que o objetivo seja alcançado.

Remédios perda de peso


Em geral, quando sentimos a tarefa diante de nós é muito difícil, nos lembramos de que nós só precisamos manter o nosso plano de jogo um dia de cada vez. "Só por hoje eu posso manter o meu plano alimentar." E então amanhã nós dizemos a nós mesmos, "Só por hoje eu posso manter o meu plano alimentar." E, em seguida, no dia seguinte, dizemos a nós mesmos, "Só por hoje eu posso cumprir meu plano alimentar”. Precisamos evitar pessoas e lugares "escorregadios”, o que significa evitar sair com pessoas cuja influência pode inviabilizar a nossa meta de como diminuir peso do corpo em pouco tempo, portanto não será seduzido de volta para nossos maus hábitos que estamos tentando deixar para trás.

O suporte é muito importante em qualquer processo de mudança para reduzir medidas corporais. Porque a mudança é difícil e nós ainda temos a pressão de outros para não mudar, é fácil escorregar de volta para os velhos padrões.Mas se tivermos o apoio de indivíduos com a nossa mesma mentalidade, pessoas que estão passando ou passaram pela mesma coisa que estamos a atravessar, eles podem fazer um mundo de diferença em termos de manter-nos no caminho certo.

Uma vez que entendemos o processo de emagrecimento e superamos os desafios tudo se torna mais concreto, objetivos ficam mais reais. Prepare-se pra ter informações que vão ajudar a mudar seus hábitos, são métodos simples para perder peso e totalmente baseados em pesquisas científica, então vamos direto ao assunto no próximo tópico.

12 Dicas para perda de peso que estão baseados na ciência


  1. Beba agua, especialmente antes das refeições: Um estudo mostrou que beber meio litro de água cerca de meia hora antes das refeições ajudou pessoas que fazem dietas comer menos calorias e perder 44% mais peso.

  2.  Comer ovos em um pequeno almoço: Estudos mostram que a substituição de um pequeno almoço à base de grãos com ovos pode ajudá-lo a comer menos calorias para as próximas 36 horas, e perder mais peso e mais gordura corporal. Se você não puder comer ovos, por algum motivo, qualquer fonte de proteína de alta qualidade pode ser substituída.

  3. Tomar café de preferência preto: Estudos mostram que a cafeína do café pode aumentar o metabolismo de 3-11%, e aumentar a queima de gordura em até 10-29%. Apenas certifique-se de não adicionar um monte de açúcar ou de outros ingredientes de alto teor calórico para ele.

  4. Beber chá verde: Ele contém pequenas quantidades de cafeína, mas que também é carregado com antioxidantes poderosos chamados catequinas, que também se acredita que funciona em sinergia com a cafeína para aumentar a queima de gordura. Embora a evidência seja mista, existem muitos estudos que mostram que o chá verde (ou como uma bebida ou um extrato de chá verde em suplemento) pode ajudar você a perder peso.

  5. Cozinhe com óleo de coco: O óleo de coco é muito saudável. Ele é rico em gorduras especiais chamados de triglicerídeos de cadeia média, que são metabolizados de forma diferente do que outras gorduras. Tenha em mente que isto não é sobre a adição de óleo de coco em cima do que você já está comendo, é sobrea substituição de algumas de suas matérias gordas para cozinhar com óleo de coco.

  6. Use pratos menores: Usando pratos menores foi mostrado que é possível ajudar as pessoas a comer menos calorias automaticamente em alguns estudos. Truque estranho, mas parece funcionar.

  7. Mantenha os alimentos saudáveis ao redor no caso de você ficar com fome: Há alguns lanches que são facilmente portátil e simples de preparar incluir a totalidade frutas, um punhado de nozes, cenouras de bebê, iogurte e um ovo cozido (ou dois).

  8. Fazer exercício aeróbio: É uma excelente maneira de queimar calorias e melhorar a saúde física e mental.

  9. Levante pesos: Um dos piores efeitos colaterais da dieta, é que ela tende a causar perda de massa muscular e desaceleração metabólica, muitas vezes referida como modo de fome. A melhor maneira de evitar que isso aconteça é fazer algum tipo de exercício de resistência, como levantar pesos. Estudos mostram que o levantamento de peso pode ajudar a manter seu metabolismo elevado, e evitar a perda de massa muscular.

  10. Mastigar mais devagar: Pode levar algum tempo para que o cérebro "cadastre-se" que você teve o suficiente para comer. Alguns estudos mostram que mastigar mais devagar pode ajudá-lo a comer menos calorias e aumentar a produção de hormônios ligados à perda de peso.

  11. Obter um bom sono: O sono é muito subestimado, mas pode ser tão importante como a alimentação saudável e exercício. Estudos mostram que a falta de sono é um dos maiores fatores de risco para a obesidade, sendo associada a um risco aumentado de 89% de obesidade em crianças, e 55% em adultos.

  12. Coma mais proteína: A proteína é o nutriente mais importante quando se trata de perder peso. Um estudo também mostrou que a proteína reduz 25% das calorias e pensamentos obsessivos sobre comida em 60%, enquanto corta o desejo de lanches noturnos.



Muitas pessoas querem emagrecer por algum motivo, problemas de saúde, estéticos, para chegar ao casamento com aquele corpo esbelto, são diversos os objetivos. Sempre tentam buscar o caminho mais rápido para emagrecer, importante para eles são as medidas, nem que precise que tomar medicamentos, passar por dietas da moda, muitas vezes correr risco de saúde devido a sua escolha de perder peso urgente, na maioria dos casos por conta própria. Quando as pessoas entendem que é possível perder peso de forma saudável, através de uma boa alimentação e exercícios físicos, tende a adotar medidas corretas para superar os desafios e consequentemente diminuir o peso corporal sem medo do famoso efeito sanfona. O seu corpo adquiriu hábitos saudáveis, então parabéns, suas chances de fracassar são quase zero.

Espero que esse artigo tenha sido útil e desejo, de verdade, que você deixe um comentário para eu saber que posso publicar ainda mais conteúdo de qualidade, como esse.